Pesquisar este blog

domingo, 3 de junho de 2012

Elaborando um Relatório Técnico

        Relatório Técnico, muitas das vezes é visto como um bicho de 7 cabeças face a visão que muitos tem de vê-lo como um documento complexo e difícil de ser elaborado.

        Neste contexto, qual seria o conteúdo mínimo que deve ter um Relatório Técnico ?

      Como elaborar de forma que atenda a quem o solicitou ou em alguns casos, seja bem compreendido a quem nós iremos entregar no caso de uma iniciativa própria.


          Para melhor facilitar, o conteúdo que apresentaremos, será um mínimo de informações, as quais são extremamente necessárias e poderão servir como base para muitos Relatórios Técnicos que no dia a dia, acabam sendo necessários.

          A estrutura seria então:

          1. Capa (Neste caso pode ou não ser necessária conforme o contexto 
              e o conteúdo do Relatório);

          2. Introdução 
        
            Texto explicativo elaborado com elementos técnicos e sucintos sobre o conteúdo referente ao Relatório.

          3. Apresentação dos Dados (O que se Aconteceu ?)

          Como um Relatório provem de uma Análise efetuada na área, sua base de dados deve ser Fidedigna, Objetiva, apresentando um Relato Exato de todo o Planejamento, Processo Analisado, Período da Análise, Metodologia utilizada e outras informações que fizeram parte deste conteúdo.

          4. Análise dos Dados (Como está sendo Observado ?)

        A Análise é à base do Relatório, pois deve apresentar um fato ou um conjunto de fatos que compõem o real motivo da Análise.

        Sua estrutura deve ter a base técnica através da observação sistemática e aprofundada dos responsáveis pela mesma, sendo estruturada no essencial, fidedignidade, imparcialidade e com o ponto de vista crítico comparado a estudos anteriores, estudos a nível nacional, estadual, municipal ou entre as filiais da Empresa, sendo a opção ou opções (mais de uma) definida(s) conforme o conteúdo e o contexto que o Relatório deve abordar.

        Ainda, o estudo, sendo comparativo a anos anteriores ou somente ao ano de sua realização, deve se atentar que podem ser necessários contatos com outros Setores, Profissionais na Empresa ou até mesmo exteriores, de forma a termos um documento realmente bem estruturado.

           5. Conclusão (Qual o Resultado ?)

          A conclusão deve apresentar um texto resumido e sucinto abordando de forma clara e objetiva os resultados obtidos na Análise dos Dados, efetuando assim de forma conclusiva, com base em legislações, estudos e outros meios técnicos os resultados obtidos no estudo efetuado, apontado no caso de assertividade a manutenção das condições ou em caso de falhas a indicação de Adequações e Melhorias.

           6. Adequações e Proposta de Melhorias 

          Esta seria a parte final de nosso Relatório, onde na continuidade ao texto que finalizamos na Conclusão, são apresentadas as Adequações e Propostas de Melhorias para as situações, devendo ser observada uma estrutura.

           Esta estrutura deve ter como base o uso da ferramenta 5W2H (O Que ?; Por Que ?; Aonde ?; Quando ?; Quem ?; Como ? e Quanto ?) permitindo assim um melhor registro e gerenciamento, o que não impede também do uso de outras ferramentas.

          
            Considerações Finais

          Por fim, alguns pontos são essenciais na elaboração de um Relatório Técnico, visto sua importância e finalidade.

         Temos então de atentar em não cometer erros de português, gramática e concordância.

      Ainda conciliar a formatação de "lay-out" permitindo uma leitura agradável e de boa visibilidade, além de a utilização de padrões técnicos que evitem a utilização de Títulos, Sub-Títulos e Textos sem uma formatação quanto a tipo de fonte, tamanho, recursos em negrito, itálico, margens e inserção de imagens, onde se deve prevalecer a criatividade do responsável pela elaboração do documento.