Pesquisar este blog

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Planejar é Difícil ?

            Será que Planejar é difícil ?

           Em nosso dia-a-dia o planejamento de nossas atividades acaba sendo uma tarefa que beira do impossível, passando pela dificuldade extrema e a muitos poucos a tranquilidade para estar preparado.

            Mais como fazer um Planejamento ?

        Podemos partir de um exemplo de Planejamento de Ação Corretiva relacionado a um Acidente.

           Um Planejamento da implantação das ações corretivas deve seguir no mínimo os seguintes passos:

      1. Envolver todos os afetados pela solução;
      2. Determinar a execução das tarefas específicas e sua ordenação;
      3. Prover os recursos necessários a cada tarefa;
      4. Determinar o responsável e o tempo exigido para a conclusão;
      5. Prever datas para finalização dos trabalhos;
      6. Identificar os resultados esperados em cada estágio da implantação da solução;
      7. Acompanhar e avaliar, escolhendo métodos de avaliação que melhor convir ao contexto.

        Através deste exemplo, efetuar um Planejamento para outras atividades fica mais fácil pois se analisarmos cada item, poderemos observar que, dependendo do caso, somente os itens 6 e 7 ficariam inicialmente sem resposta, pois dependeriam de fatores que propiciassem as respostas.

         Complementando, podemos aplicar uma outra análise que poderá trazer novos pontos que podem passar desapercebidos.

      1. Requisitos de Segurança = Quais os requisitos que o MTE irá fiscalizar quando ao cumprimento nas NR´s aplicáveis a sua empresa ?

    2. Quais a Ameças existentes (Riscos Ambientais) = Identifique os Riscos e analise as consequencias que poderão acarretar aos funcionários e a empresa.

      3. Qual a sua Vulnerabilidade = Além dos riscos Ambientais, que outras condições existentes podem causar problemas, indenizações e auto de infração, analisando as NR´s aplicáveis.
               
   4. Desenvolvimento de Contramedidas = Verificar se as medidas adotadas para eliminação e/ou redução dos Riscos Ambientais e de outras condições existentes são eficazes ou necessitam de novos estudos e melhorias.

      Com esta análise certamente será mais fácil efetuar o Planejamento de Ações, bem como determinar prazos e responsabilidades quanto as áreas e profissionais envolvidos.