Pesquisar este blog

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Facilitando a Elaboração de Laudo, PPRA e LTCAT

    A Interação entre PPRA, LTIP - Laudo Técnico de Insalubridade e Periculosidade, LTCAT e as Avaliações Ambientais acabam por criar um grande problema para muitos profissionais quanto a estes Documentos.

        Quais são os principais problemas identificados ?

        1. Nota-se que na elaboração do PPRA, LTIP e LTCAT, em alguns casos 
            são inseridas as Avaliações Ambientais, por serem elaboradas 
            paralelamente durante a confecção destes documentos; 

        2. Em outros casos, somente são indicados no Cronograma de Ações do 
            PPRA os prazos para a execução destas Avaliações;

        3. São elaboradas as Avaliações Ambientais em documento único, não 
            estando inserido em corpo a interação com as outras documentações (PPRA, LTIP e 
            LTCAT);

        4. Não são identificadas no PPRA, LTIP e LTCAT as mesmas informações 
            referentes aos Setores e Funções da Empresa, havendo divergências 
            e gerando confusão quanto aos dados descritos.

       Dentro desta perspectiva tais problemas são identificados em Auditorias e principalmente quando são abertas Ações Trabalhistas.

        Diante destes conflitos, apresento uma sugestão que pode facilitar o controle e a própria elaboração destes Documentos.

         1. Elaborar o PPRA inserindo em seu Cronograma de Ações os prazos 
             para elaboração das Avaliações Ambientais;

         2. Elaborar as Avaliações Ambientais em um Documento único não 
             integrante do PPRA, sendo o mesmo identificado por um Código que 
             deverá estar descrito no PPRA como Documento Complementar;

         3. Elaborar o LTIP utilizando as informações constantes do PPRA, visita 
             "in loco" na Empresa e análise das Avaliações Ambientais, sendo 
             estas Avaliações identificadas no LTIP como Documento 
               Complementar;

         4. Elaborar o LTCAT utilizando as informações constantes do PPRA, 
             LTIP, visita "in loco" na Empresa e análise das Avaliações 
             Ambientais, sendo estas Avaliações identificadas no LTIP como 
               Documento Complementar.


         A interação entre estes Documentos pode ser vista na imagem abaixo.


        Pode-se perceber que o PPRA é o Documento base para todos os demais, onde se a elaboração e manutenção do PPRA for falha ou inexistente, a Empresa fica vulnerável quanto a comprovação de estar cumprindo as Normas Regulamentadoras.

             Todos os Documentos devem sempre estar atualizados.